Os sujeitos do poder

Resenha por Alef Lima BUTLER, Judith. A vida psíquica do poder: teorias da sujeição. Belo Horizonte: Autêntica, 2018.             Não há gênero que não seja uma posição de angústia, afinal a questão colocada, em ser homem ou mulher, ou nenhum dos dois, extravasa um único sentimento. O papel de gênero, sua perfomatividade, seus ensejos, modos … Mais Os sujeitos do poder

“Onde há uma vontade, há um caminho” : uma etnografia da escolarização tardia na EJA do Colégio de Aplicação/UFRGS (Dissertação de Mestrado em Antropologia Social)

Autor: Alef de Oliveira Lima Resumo: A presente dissertação aborda dois temas: a vivência da retomada da escolarização e os processos de aprendizagem. Procuro descrever por meio de uma etnografia feita no contexto da Educação de Jovens e Adultos do Colégio de Aplicação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, as dimensões pessoais e … Mais “Onde há uma vontade, há um caminho” : uma etnografia da escolarização tardia na EJA do Colégio de Aplicação/UFRGS (Dissertação de Mestrado em Antropologia Social)

Sociologia da moral e do conhecimento: por um ajuste intraobra durkheimiana da noção de crime

por Nilton de Almeida Nascimento observare.slg.br O presente trabalho trata de debruçar-se sobre a sociologia durkheimiana da moral e do crime, apreendendo criticamente o imbricamento de uma e outra dessas temáticas a fim de propor uma avaliação da segunda sob a guisa teórica da primeira. Isso considerando o arcabouço heurístico do próprio Émile Durkheim, de … Mais Sociologia da moral e do conhecimento: por um ajuste intraobra durkheimiana da noção de crime

Percursos iniciais da Antropologia Brasileira

         A antropologia brasileira se caracterizou como uma disciplina a partir da produção e iniciativa de alguns antropólogos e exploradores – muitos desses estrangeiros – que adentram os rincões e matas brasileiras em busca do outro exótico. Roberto Cardoso de Oliveira (1988) chama atenção para o caráter explorador, individualista, etnológico, nativista e não institucionalizado desse … Mais Percursos iniciais da Antropologia Brasileira

Críticas ao conceito de sociedade

  por Alef Lima             Um ponto nevrálgico das rediscussões sobre os conceitos é o campo de teorização amplo que por vezes eles sustentam, definindo um filão analítico e um espaço político. Assim, por exemplo, a pergunta: o conceito de sociedade estaria teoricamente obsoleto?[1] Pode ser refratária ao modo de revisar panoramas explicativos que dentro … Mais Críticas ao conceito de sociedade

“Nada vive muito tempo. Só a terra e as montanhas”: estruturalismo lévi-straussiano e análise histórica. Individualismo e hostilidade em Dee Brown.

por Nilton de Almeida Nascimento       Para Lévi-Strauss, em seu projeto teórico estruturalista, a busca científica pela compreensão da realização humana (antropologia) é resultado ultimo de um percurso de deslindamento de um infinito heteróclito de experiências sociais. Uma busca por aquilo que subjaz o império do relativo; a saber, estruturas elementares sob as … Mais “Nada vive muito tempo. Só a terra e as montanhas”: estruturalismo lévi-straussiano e análise histórica. Individualismo e hostilidade em Dee Brown.

Representações coletivas, simbolismo e sistema de ideias em As Formas Elementares da Vida Religiosa de Émile Durkheim

por Nilton de Almeida Nascimento       É acreditando inaugurar um modo de análise estritamente positivista[1] das ‘coisas sociais’ que Émile Durkheim empreende seu esforço intelectual por alçar a condição de objeto científico outra natureza de regularidades que não as do mundo natural. No célebre As formas elementares da vida religiosa (1996) esta pretensão … Mais Representações coletivas, simbolismo e sistema de ideias em As Formas Elementares da Vida Religiosa de Émile Durkheim

A fantástica fabricação social do mérito: notas de leitura da obra “A fantástica fábrica de chocolate” de Roald Dahl

Por Alef Lima             Em que se baseia o mérito? Quais são seus fundamentos? Perguntas de todas as ordens preenchem a história da meritocracia como configuração ideológica. Poucas vezes encontramos o mérito em outras formalizações que não aquelas vinculadas a uma abordagem marxista, ou excessivamente politizada, uma vez que o mérito se consagrou enquanto estrutura … Mais A fantástica fabricação social do mérito: notas de leitura da obra “A fantástica fábrica de chocolate” de Roald Dahl

O corpo como objeto das Ciências Sociais

Por Alef Lima           Será cabível pensar que as ciências sociais podem almejar investigar o corpo, na medida em que suas especialidades são tão frequentemente abstratas, teoricamente, como o exemplo: das relações sociais, das instituições, das sociedades, das culturas, entre outras? Ou, compreendendo uma certa maneira de entender o corpo (não … Mais O corpo como objeto das Ciências Sociais

Sobre naturezas, artes e culturas: bricolagem antropológica

por Alef Lima             Lévi-Strauss, com toda a sua trajetória não pode ser categorizado como um autor simples. Suas imbricações e análises figuram com densidade entre o status científico que a Antropologia assumiu ao longo dos anos. Talvez por esse aspecto é que Passeti (2008), insiste em absorvê-lo de maneira complexa, cheia de ênfases pré-dispostas … Mais Sobre naturezas, artes e culturas: bricolagem antropológica